Jaru Top Festas

Caminhonete fruto de ocorrência de latrocínio que vitimou jaruense é localizada em Guajará-Mirim

Uma caminhonete Ford Ranger, envolvida em uma ocorrência de latrocínio (roubo seguido de morte), no distrito de Abunã, em Porto Velho, foi localizada por policiais lotados no 6º Batalhão de Polícia Militar de Fronteira, na noite deste sábado (11), em Guajará-Mirim.

Segundo informações, a Central de Operações do 6º BPM recebeu uma denúncia apontando o Bairro Planalto como local onde foi visto uma caminhonete abandonada. No final da avenida Marcílio Dias com Almerindo Ribeiro dos Santos, uma Rádio Patrulha localizou abandonado o veículo Ford, modelo Ranger, de cor branca, placas QTJ 387, de Jaru.

Ao averiguar a situação do veículo a Central do 6º BPM recebeu informações da 3ª CIA de Polícia Militar, em Nova Mamoré, que o veículo recuperado trata-se de ocorrência de latrocínio, onde a ocorrência ainda estava sendo confeccionada. O veículo foi removido pelo reboque da 1ª Ciretran até o pátio do Denarc, pois na carroceria havia carga.

Latrocínio

As informações dão conta ainda que, uma guarnição da Polícia Militar recebeu via WhatsApp a notícia que um homem foi vítima de roubo e possivelmente sua esposa estaria morta no local do crime na BR-425, próximo à Vila da Penha, no distrito de Abunã, neste sábado (11).

Os policiais foram e encontraram o homem de 55 anos, que relatou o ocorrido e levou os policiais até o local do roubo.

A vítima disse que ele e sua esposa Simeria Feliciano, de 44 anos, transitavam pela rodovia com a caminhonete Ranger, sentido Vila da Penha/entroncamento, quando ao parar o veículo para fazer necessidades fisiológicas, um carro de cor branca, estacionou e dois homens encapuzados desceram do veículo e disseram: “Perdeu! Perdeu! Entrega a chave”. O homem disse que foram obrigados a entrar na mata, agredidos, suas mãos foram amarradas para trás e agredido. Enquanto os criminosos exigiam a chave de ignição de Simeria, mas ela teria se negado a entregar, aproveitando para se soltar e correr dentro da mata.

Ele disse que chegou a ouvir disparos de arma de fogo e o carro usado pelos criminosos e a caminhonete seguindo sentido ao município de Nova Mamoré. Ao retornar à rodovia, pediu carona até a Vila da Penha.

O corpo da vítima foi removido ao IML, de Porto Velho. O caso agora passa a ser investigado pela Polícia Civil.

Fonte: O Mamoré

Atenção: O jarutopfestas não se responsabiliza pelos comentários postados. Viu algum comentário que promova ofensa, racismo, calúnica, xingamento e qualquer algo do gênero? Por favor entre em contato e denuncie

Veja Também