Jaru Top Festas

SEM LIMITE: Rondônia é o Estado que paga o maior auxílio moradia para deputados

Já não bastasse o título que a Deputada Federal Jaqueline Cassol (PP) trouxe para Rondônia de maior gastadora (quase meio milhão de reais) da cota parlamentar entre os 513 parlamentares da Câmara Federal, Rondônia também tem, por meio da sua Assembleia Legislativa, o mais caro e vergonhoso auxílio moradia pago a Deputados Estaduais do País. Extinto em março de 2008 por uma proposta do então ex-Deputado Miguel Sena (Ato da Mesa Diretora 015/2008), o Auxílio Moradia pago aos Deputados Estaduais de Rondônia voltou à tona em 2011, na gestão do então ex-Deputado Valter Araújo, condenado por corrupção ativa, improbidade administrativa e falsidade ideológica.

Por meio da Resolução 176/2011, em fevereiro daquele mesmo ano a mesa diretora aprovava a volta do escárnio. Naquela época, o valor era de “apenas” R$3.000,00 (três mil reais).

Assim como ocorre hoje, os deputados que residiam na capital (da qual a ALE-RO está localizada) e que não necessitavam de ‘moradia’ receberam tal auxílio, já que, sabidamente, a Resolução não criou restrições do tipo. Em 2016, a Resolução teve seu valor aumentado para R$ 5.000,00 (cinco mil reais), superior até mesmo aos R$ 4.253,00 (quatro mil, duzentos e cinquenta e três reais) que os Deputados Federais recebem, fazendo o Estado de Rondônia ocupar o maior valor entre os Deputados Estaduais Brasil afora que recebem o benefício.

Sem o mínimo de preocupação com o contribuinte, os Deputados da ALE-RO se fazem de cego, surdo e mudo. De 2011 para cá, os gastos com Auxílio Moradia somam R$ 9.912.000,00 (nove milhões, novecentos e doze mil reais – Fonte: Transparência), valor este que, como é sabido, o Estado de Rondônia carece em áreas consideradas essenciais.

Beirando o teto constitucional, os Deputados Estaduais mais ‘pobres’ recebem aproximadamente R$ 40.000,00 (quarenta mil reais) por mês, sem considerar as verbas de gabinete que, 23 entre os 24 deputados conseguiram ultrapassar os R$ 300.000,00 (trezentos mil reais) por ano, cada. Em um país pobre, vivendo em tempos necessários de austeridade, muitos cidadãos se questionam em que mundo vivem os nossos deputados. Afinal, expõe-se que estão em uma realidade diferente da população rondoniense – para fazer parte do 1% mais rico do Brasil, basta você ganhar mais de R$ 10.000,00 (dez mil reais) por mês.

A atual Legislatura da Assembleia Legislativa de Rondônia possui 08 Deputados que fazem uso do male…ops, benefício. São eles: Anderson do Singeperon (PROS), Chiquinho da EMATER (PSB), Ezequiel Neiva (PTB), Eyder Brasil, Jair Montes, Jean de Oliveira (MDB), Marcelo Cruz (PTB), Pastor Alex Silva (PRB) e Aélcio da TV (PP). É quase meio milhão de reais por ano.

O papel do cidadão consciente é cobrar destes parlamentares a simples atitude de devolver o valor ao erário, para que esse valor seja investido no que de fato importa, como fazem os parlamentares que estão no todo do Ranking dos Políticos. E àqueles deputados que não moram na capital, cobrar a simples atitude de rever esse valor (para baixo, óbvio). Afinal, ainda ocupamos o topo desses gastos. Você precisa ensinar para esses caras que dinheiro não dá em árvore!

O discurso do ‘tá na lei, então eu posso’ deve, não só, sair da cabeça dos parlamentares como, da sua também (quem sabe). Como Frédéric Bastiat (1801-1850) diria sobre isso, tais atitudes se traduzem na espoliação legal, que, em seu pensamento, é o ato de tirar de alguém aquilo que lhe pertence e dar a outra pessoa o que não lhe pertence usando para tal o aparato legal do Estado, transformando em algo coerente com a lei um ato que seria considerado um crime se fosse cometido por um cidadão qualquer (A Lei, BASTIAT Frédéric – 1850).

Falta a muitos cidadãos tirar da cabeça o ‘rouba, mas faz’. O Estado de Rondônia tem outras prioridades. O Brasil tem outras prioridades. Se você ainda sim acredita que ‘Auxílio Moradia’ dá em árvore, saiba que você é uma delas.

Nota: O Deputado Aélcio da TV utiliza o auxílio para doações em Entidades.

Fonte: ro1news.com

Atenção: O jarutopfestas não se responsabiliza pelos comentários postados. Viu algum comentário que promova ofensa, racismo, calúnica, xingamento e qualquer algo do gênero? Por favor entre em contato e denuncie

Veja Também