Jaru Top Festas

“Se eu fosse depender de Porto Velho, teria perdido a eleição”, diz Mariana ao destinar recursos para o interior

Porto Velho ficou sem recursos da emenda de bancada; prefeitura sequer enviou representante

A reunião de bancada ocorrida na semana passada em Brasília contou com a participação de prefeitos, além de deputados e senadores de Rondônia e foi marcada por uma situação complicada e críticas a atual gestão da prefeitura da Capital.

A deputada federal reeleita, Mariana Carvalho (PSDB) foi contra a destinação de R$ 28 milhões da emenda de bancada para Porto Velho. A parlamentar declarou aos presentes, “se eu fosse depender de Porto Velho para me eleger, teria perdido a eleição”, referindo-se à baixa votação que teve em outubro deste ano.

A proposta inicial era usar esse recurso para obras de saneamento na capital, defendida por Expedito Netto (que estava representado por um assessor) e Lindomar Garçon, mas Mariana, diante de todos os presentes, se negou, pressionando os demais para que o recurso seja utilizado na “compra de equipamentos”. PAINEL POLÍTICO conversou com cinco parlamentares que estavam presentes à reunião, e eles confirmaram o ocorrido.

Mas toda a bancada se queixou do fato da prefeitura de Porto Velho sequer ter mandado representante para discutir os recursos de bancada ou individuais, além do fato do município não ter dado conta de executar a emenda do ano passado, no valor de R$ 132 milhões que foram destinados à Porto Velho, “só conseguiram gastar até agora R$ 82 milhões e olhe lá”, disse um dos presentes.

A emenda de bancada foi dividida em blocos, e ficou definido que Raupp (Valdir e Marinha), Ivo Cassol, Luiz Cláudio destinariam sua parte para a região da Zona da Mata; Lúcio Mosquini, Marcos Rogério, Capixaba mandaram recursos para o hospital de Ji-Paraná e IFRO, de São Miguel do Guaporé.

Porto Velho sem projetos

A prefeitura de Porto Velho, comandada pelo ex-promotor Hildon Chaves (PSDB), além de não ter enviado representante para a reunião, também não apresentou nenhum projeto para a bancada. Os recursos enviados ano passado deveriam ter sido usados no asfaltamento de ruas, mas a prefeitura vem priorizando a região central, fazendo recapeamento em algumas avenidas. A cidade segue sem obras de infra-estrutura e agora no período de chuvas, as alagações devem voltar a fazer parte da rotina dos moradores

.

 

Fonte: painelpolitico

Atenção: O jarutopfestas não se responsabiliza pelos comentários postados. Viu algum comentário que promova ofensa, racismo, calúnica, xingamento e qualquer algo do gênero? Por favor entre em contato e denuncie

Veja Também