Jaru Top Festas

JARU – Vereador Clóvis Morali pode perder o mandato após ser condenado em segunda instância por improbidade administrativa

O vereador Clóvis Morali Andrade do MDB, disputou a eleição em 2016 sob liminar, já que havia sido condenado em primeira instância pelo crime de improbidade administrativa.

Após tomar posse no dia 01 de janeiro de 2017, o processo continuou em andamento e novamente Clóvis foi condenado, dessa vez em segunda instância por um colegiado. O julgamento aconteceu em novembro de 2017, mas o resultado só foi publicado em fevereiro desse ano.

Segundo um documento protocolado no Ministério Público, comarca de Jaru, a decisão suspende os direitos de Clóvis e o impede de continuar na câmara. O parlamentar recorreu, mas a Lei determina que em casos semelhantes seja dado posse para o suplente.

Nesse caso quem deve assumir a cadeira na casa legislativa do município é Edivaldo de Oliveira, o Badú Som. Badú é o primeiro suplente eleito nas eleições de 2016 pela coligação.

O documento também foi protocolado na Câmara de vereadores, caso o presidente da casa não dê posse ao suplente, cabe ao MP adotar as medidas cabíveis.

 

Fonte: Balança Jaru

 

Atenção: O jarutopfestas não se responsabiliza pelos comentários postados. Viu algum comentário que promova ofensa, racismo, calúnica, xingamento e qualquer algo do gênero? Por favor entre em contato e denuncie

Veja Também