Jaru Top Festas

Junior Barranquilla será o rival do Atlético-PR na final da Copa Sul-Americana

O Junior Barranquilla confirmou seu favoritismo em cima do Santa Fe e garantiu vaga na grande final da Copa Sul-Americana. Depois de vencer em Bogotá por 2 a 0 no confronto de ida, o Junior voltou a se impor na noite dessa quinta-feira e fez a festa da sua torcida com um placar por 1 a 0, cravando uma superioridade de 3 a 0 no agregado.

A vitória no clássico colombiano credenciou o Junior Barranquilla a ser o adversário do Atlético-PR. Na quarta, o Furacão despachou o Fluminense e se manteve vivo na briga pela taça.

A primeira final está marcada para o dia 5 de dezembro, em Barranquilla. No dia 12 o campeão será conhecido na Arena da Baixada, em Curitiba. É a chance de um título inédito para ambas as equipes. O Junior, aliás, fará sua estreia em uma final de torneio internacional. Os rubro-negros, por outro lado, já foram vice da Libertadores, em 2005.

Teofilo Guitierrez marcou um gol, sofreu um pênalti e foi expulso

A vantagem que já era grande ficou ainda maior para o Junior com apenas 23 minutos de jogo nessa quinta. Téo Gutiérrez aproveitou cruzamento e, de barriga, mandou para as redes. O VAR foi acionado e apontou posição legal do atacante.

Dez minutos depois, a estrela do Junior de novo foi protagonista ao sofrer pênalti. Arboleda puxou Téo pela camisa e deu aos mandantes e oportunidade de ampliar o placar. James, Sánchez, porém, parou na defesa do goleiro Solís.

Os torcedores do Atlético-PR, a essa altura, já estavam conformados com o rival que teriam pela frente. Mas, de repente, um lance certamente fez muitos brasileiros vibrarem em Curitiba. Téo Gutiérrez, grande nome e capitão do Junior Barranquilla, acertou uma cotovelada em seu marcado e foi expulso de forma direta. Assim, o experiente jogador já é desfalque certo para a primeira final.

No segundo tempo, com um jogador a mais, o Santa Fe até apertou mais, criou algumas chances, reclamou de um pênalti. A situação, porém, era bem controlada pelo Junior, até que Fluentes resolveu atrapalhar Arboleda em uma cobrança de lateral. O árbitro novamente não titubeou e mostrou o cartão vermelho.

Nem mesmo com dois jogadores a mais em campo o Santa Fe conseguiu reagir. Pior, ainda teve Rodríguez e Guastavino Bentancourt expulsos. Com menos problemas do que poderia imaginar, o Junior se defendeu e esperou até o apito final para comemorar a classificação.

 

 

Fonte:Gazeta Esportiva

Atenção: O jarutopfestas não se responsabiliza pelos comentários postados. Viu algum comentário que promova ofensa, racismo, calúnica, xingamento e qualquer algo do gênero? Por favor entre em contato e denuncie

Veja Também